O PAPEL DA ENFERMAGEM QUANTO A EDUCAÇÃO EM SAÚDE NOS FATORES DE RISCO DO TABAGISMO MATERNO-FETAL

  • Bruna de Carvalho Thuler
  • Rosilaine de Almeida Barbosa
  • Aline Cunha Gama Carvalho
  • Kamila Muller Beazussi
  • Carolina de Freitas do Carmo
Keywords: enfermagem; grávidas; tabaco.

Abstract

A gestação é um momento ímpar na vida de uma mulher, que vem acompanhado de diversas alterações fisiológicas com vistas a preparar o organismo para gerar um novo ser vivo, em contrapartida, hábitos maternos prejudiciais ou que sejam nocivos as saúdes tendem a constituir riscos e elevar as possibilidades de complicações na infância e nos níveis de mortalidade infantil. Objetivou-se no presente estudo a análise quanto a forma de abordagem utilizada na educação em saúde pela equipe de enfermagem relacionado ao uso do tabaco durante o período gestacional bem como a eficácia da estratégia através da mudança de comportamento da gestante e o conhecimento das mesmas sobre os fatores de risco materno-fetal. A pesquisa foi realizada através da abordagem metodológica do tipo transversal de cunho quali-quantitativo, através de questionário semiestruturado aplicado as participantes. Após a coleta de dados os dados foram tabelados e discutidos. O cenário do estudo ocorreu na Unidade básica de saúde Costa e Silva do município de Itaperuna RJ, do estado do Rio de Janeiro, com o grupo de gestantes denominado “Gerando vida”. Os encontros do referido grupo ocorrem semanalmente sendo constituído por uma equipe multidisciplinar com a finalidade de prevenção e promoção de uma gestação saudável, elucidando também vivências e trocas de experiências entre as participantes. Diante desta pesquisa, verificou-se que as ações de educação em saúde promovida pela equipe de enfermagem como palestras educativas, encontros em grupos para sanar as dúvidas e trabalhos de conscientização propiciaram na maioria das entrevistadas a mudança do comportamento quanto ao uso do tabaco, os resultados obtidos foram que seis das dez participantes deixaram de fumar após serem abordadas pela equipe de saúde. Desta forma, podemos destacar que o papel do enfermeiro na educação em saúde possui grande eficácia quanto a prevenção dos riscos materno-fetal.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2020-05-26
How to Cite
de Carvalho Thuler, B., de Almeida Barbosa, R., Cunha Gama Carvalho, A., Muller Beazussi, K., & de Freitas do Carmo, C. (2020). O PAPEL DA ENFERMAGEM QUANTO A EDUCAÇÃO EM SAÚDE NOS FATORES DE RISCO DO TABAGISMO MATERNO-FETAL. Revista Interdisciplinar Pensamento Científico, 5(5). Retrieved from http://reinpec.org/reinpec/index.php/reinpec/article/view/471