VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS: BULLYING

  • Danielle Loureiro Laborne Borges
  • Nathália Ribeiro Coelho
  • Thais Simões Cascardo
Keywords: Bullying; escola; violência.

Abstract

O presente artigo tem como objetivo estudar sobre a violência nas escolas, em especial o bullying que é a prática de atos violentos, intencionais e repetidos, contra uma pessoa indefesa, que podem causar danos físicos e psicológicos às vítimas. O termo em inglês "bullying" é derivado da palavra "bully" (tirano, brutal). Ainda que esse tipo de agressão tenha sempre existido, o termo foi cunhado na década de 70 pelo psicólogo sueco Dan Olweus. É notório que conflitos entre crianças e adolescentes são comuns, pois encontram-se em uma fase de insegurança e autoafirmação. Porém, quando os desentendimentos são frequentes e partem para humilhações, é aí que o bullying prolifera. As vítimas de agressão física ou verbal ficam marcadas e essa ferida pode se perpetuar por toda a vida. Em alguns casos, a ajuda psicológica é fundamental para amenizar a difícil convivência com memórias tão dolorosas. Entretanto, o pediatra e\ou medico da família tem grande importância na identificação do bullying e na colaboração em estratégias para sua prevenção e controle, apesar de não costumar ser a queixa principal da consulta. E, ainda, na suspeição do caso,  buscar esclarecimentos sobre os riscos de origem familiar, escolar e comunitária.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2020-05-26
How to Cite
Loureiro Laborne Borges, D., Ribeiro Coelho, N., & Simões Cascardo, T. (2020). VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS: BULLYING. Revista Interdisciplinar Pensamento Científico, 5(5). Retrieved from http://reinpec.org/reinpec/index.php/reinpec/article/view/519