ESTÍMULOS SENSORIAIS OLFATIVOS E SUAS REPERCUSSÕES EM PREMATUROS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

  • Aline Gangi Turino Battini Basso
  • Christine Castinheiras Tobias
Keywords: estimulação olfativa, prematuro, unidade de terapia intensiva neonatal.

Abstract

O nascimento traz consigo um desafio ao neonato de adaptação fisiológica e psicológica frente a um ambiente novo e rico em estímulos. Sendo assim, é fundamental a promoção de um ambiente mais estável, que reduza estímulos nocivos para facilitar um desenvolvimento neuromotor adequado ao bebê. Nos últimos anos, a estimulação olfativa vem sendo relatada como estratégia eficaz para o cuidado neonatal, no entanto, ainda é pouco divulgada. Desta forma, este estudo pretende descrever a importância dos estímulos sensoriais olfativos positivos para prematuros internados na Unidade de Terapia Neonatal (UTIN).  Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, com utilização de artigos científicos e livros referentes  ao tema, publicados no período de 2001 a 2018. Concluiu-se que a exposição a aromas agradáveis no ambiente da UTIN pode ser uma estratégia alternativa, segura e protetora no manejo diário com os recém-nascidos (RNs) e que a estimulação olfativa ou com baunilha, rosa damascena, leite materno, líquido amniótico ou aromas familiares interferem positivamente na qualidade de vida destes bebês, quer seja na redução de  apneias,  na melhora da saturação de oxigênio (SAO2), no aumento da frequência cardíaca (FC) ou na diminuição de respostas comportamentais à  dor,  proporcionando  mais  conforto,  qualidade do sono, sem influenciar o gasto energético do neonato.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2020-07-30
How to Cite
Gangi Turino Battini Basso, A., & Castinheiras Tobias, C. (2020). ESTÍMULOS SENSORIAIS OLFATIVOS E SUAS REPERCUSSÕES EM PREMATUROS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL. Revista Interdisciplinar Pensamento Científico, 6(1). Retrieved from http://reinpec.org/reinpec/index.php/reinpec/article/view/533